Notícias

Câmara de Infraestrutura e Logística quer apoio de Kátia Abreu para avanço nas concessões de portos

Infraestrutura-Portos-PIL

A câmara de Infraestrutura e Logística do Agronegócio quer apoio da ministra Kátia Abreu para o avanço nas concessões, principalmente de portos. Basta uma decisão do governo para que a iniciativa privada possa investir mais de R$ 20 bilhões. O governo lançou o Plano de Investimento em Logística (PIL) em junho, um pacote que soma R$ 198,4 bilhões. A expectativa maior era em relação a editais para rodovias que já deveriam estar prontas. Mas, até agora, o que aumentou foi a desconfiança do mercado sobre a viabilidade de executar o plano na íntegra.

– O PIL não decolou, infelizmente. A área ferroviária, que precisa de investimento público em virtude da crise não tem recursos públicos para colocar, então as novas ferrovias estão paradas, para implantação de novas ferrovias não está deslanchando e as rodovias vão ter mudanças no modelo de concessão e tudo – diz o presidente executivo da Associação Nacional dos Usuários do Transporte de Carga (Anut), Luis Baldez.

Para escoar a próxima safra os produtores vão contar com a mesma estrutura, o tão sonhado Arco Norte ainda está longe de se tornar uma realidade.

– Algumas obras específicas, algumas rodovias que ainda não terminaram, algumas poligonais que não se resolveram, então vai ter problema no Nort. Realmente aquela expectativa de escoar uma grande quantidade de grãos pelo Norte não vai ser verificado ainda claro em 2016 – entrega o diretor de Relações Institucionais da Associação das Empresas Cerealistas do Brasil (Acebra), Roberto Queiroga.

No setor de portos, o consultor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) quer uma força-tarefa do governo para facilitar as licitações dos terminais privados e destravar os investimentos necessários em época de crise econômica.

– Se o governo acelerar as autorizações para os terminais privados, definindo os limites dos portos públicos nas regiões das novas fronteiras, que nós chamamos de portos do Arco Norte, nós deveremos expandir rapidamente, eu te diria da ordem de R$ 20 bilhões em investimento. Isso seria fundamental para o agronegócio e para retomada econômica do Brasil – sugere Luiz Antonio Fayet, consultor de Logística e Infraestrutura da CNA.

A câmara temática de Infraestrutura e Logística do Agronegócio está preparando um documento para que a ministra Kátia Abreu possa intermediar junto ao governo novos debates sobre o atual modelo de concessão, principalmente nos portos, antes que as licitações sejam concretizadas.

– Nós vamos fazer uma moção à ministra, para que ela interfira junto ao Ministério da Fazenda, ao Ministério do Planejamento, para que a gente crie um novo momento. Tem que ser um momento de reflexão agora, para que a gente não venha pagar conta desnecessariamente no futuro. Já que está atrasado o PIL, vamos fazer direito – pede Edeon Vaz Ferreira, presidente da câmara temática.

Fonte: Portal de Notícias Canal Rural


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *