Notícias

Logística brasileira cresce em 2014

Porto-de-santos-SaoPaulo

Se a performance do PIB brasileiro não vai ser incluída entre as boas notícias nas tradicionais retrospectivas de 2014, o setor de logística nacional certamente será, pelos seus resultados e projeções. De acordo com um estudo do BNDES, um dos raros disponíveis, deveria crescer 57% entre 2013 e 2017 e com as concessões governamentais nos últimos anos a taxa de investimentos em logística poderia alcançar 22,2% do PIB nacional, em 2018. Algumas empresas ilustram muito bem o que é “surfar na onda” do bom desempenho do mercado de logística verde e amarelo.

Um dos maiores operadores logísticos brasileiros nos segmentos de medicamentos e cosméticos e que recentemente passou a atender a indústrias de brinquedos e autopeças, a Ativa Logística cresceu 30% em 2014, e para o ano que vem as perspectivas são aumentar o faturamento em 18%. Entre as razões que levaram ao excelente desempenho no ano, está a expansão da prestação de serviços para outras áreas, como têxtil, de eletroeletrônicos, hospitalar e veterinária.

Mas apenas buscar novos clientes em outros canais qualquer empresa pode utilizar como estratégia para crescer, a questão é ser reconhecida como um fornecedor diferenciado, com qualidade. Em novembro, a Ativa foi eleita a melhor na categoria ‘Produtos Veterinários’, do Prêmio Top do Transporte, cuja escolha é feita pelas empresas contratantes dos serviços. No mesmo prêmio, foi destaque em ‘Indústria Têxtil’, ‘Indústria Farmacêutica’ e ‘Indústria de Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal’. Os reconhecimentos não param por aí. Em 2014, a Ativa também foi premiada pela eficiência e performance das operações de transporte pela Hypermarcas, a maior companhia de produtos de marcas de saúde e bem-estar do Brasil, incluindo medicamentos, cosméticos e itens de higiene pessoal. Por fim, recebeu menções honrosas em duas categorias do Prêmio Sindusfarma. Uma delas em ‘Armazenagem e distribuição de medicamentos’ e a outra na categoria ‘Transporte terrestre de medicamentos’.

Investimentos – Em 2014, a Ativa Logística investiu em um novo centro de distribuição (CD), em Viana, no Espírito Santo, para ampliar a movimentação e atender ao aumento da demanda da região. O CD possui uma área de mais de 5 mil metros quadrados, 1,2 mil posições-paletes e mil posições para operações de cross docking (processo de distribuição em que a mercadoria recebida é redirecionada sem uma armazenagem prévia).

Outro investimento foi na promoção e contratação de novos executivos. “A promoção e a contratação de profissionais capacitados para atender às expectativas e necessidades dos clientes em todo o país é um dos principais fatores que contribuíram para o sucesso da empresa neste ano. Em 2015, a nossa meta é investir ainda mais em pessoas e estrutura, por exemplo, na ampliação das estruturas em Itapevi (SP), Curitiba (PR), e Rio de Janeiro (RJ) e a nossa previsão é crescer 18%”, comenta o presidente da Ativa Logística, Clóvis A. Gil.

Sustentabilidade

Ao longo do ano, a importância dedicada a consciência ambiental também foi destaque entre as ações da Ativa Logística. De janeiro a dezembro, a empresa reciclou mais de 12 toneladas de papelão, quase 14 de plástico e 3,5 de alumínio. Esse volume de material ajudou a preservar mais de 255 mil litros de água, 13.700 litros de petróleo e 447 metros quadrados de floresta. A Ativa também recicla pneus e óleo diesel utilizados em sua frota dos mais de 500 veículos da frota.

Fonte: Portal de Notícias Portogente


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *