Notícias

Governo Federal lança projeto-piloto do Documento Eletrônico de Transporte (DT-e)

maio 30, 2019 Tags: , , ,

Nova tecnologia irá evitar longas filas, reduzir custos e tempo de parada de caminhões em postos de fiscalização

O projeto piloto do Documento Eletrônico de Transporte (DT-e) foi lançado hoje (27) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em Vila Velha, no Espírito Santo. O DT-e vai simplificar procedimentos administrativos para evitar as longas filas e acabar com o tempo de parada nos postos de pesagem, nas operações de fiscalização e em procedimentos burocráticos, que hoje somam uma espera de seis horas em média.

Em postagem feita esta manhã, no Twitter, o ministro disse que a nova tecnologia tem por objetivo unificar cerca de 20 documentos, que são exigidos para operações de transporte de carga no país, “cortando burocracia, otimizando tempo e aumentando produtividade”. Tarcísio de Freitas disse que o DT-e tem “potencial de elevar o PIB do setor em 20%”.

De cordo com o ministério, o projeto piloto será realizado no âmbito do sistema de monitoramento eletrônico conhecido como Canal Verde Brasil, que é regulado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que já funciona em 55 pontos no país com a utilização de balanças eletrônicas para a pesagem em movimento e em alta velocidade, instaladas pela ANTT em rodovias concedidas.

Fonte: Agência Brasil via Portal EBC (Empresa Brasiliera de Comunicação)

Comentários

2 respostas para “Governo Federal lança projeto-piloto do Documento Eletrônico de Transporte (DT-e)”

  1. Paulo disse:

    Precisamos é de um sistema nacional de fretes, onde as empresas disponibilizam suas cargas colocando o transportador direto com o contratante, que já possam emitir o CTE sem tanto burrocracia, hoje uma das coisas que mais degrada o frete no brasil são os atravessadores que ganham mais do que o transportador, é uma vergonha permitirem isso.

  2. Com certeza com DT-e iremos dar mais velocidade nas cargas minimizando o tempo de parada nos postos fiscais. Todos serão beneficiados: Caminhoneiro, clientes, comércio, industrias, gerando atendimento com maior satisfação pelo prazo de entrega ofertado, conseguentemente maior o consumo, fazendo com que a economia e mercado girem de forma positiva para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *